Como Kevin Costner arruinou a própria carreira

Por: Ulisses Silva


Kevin Michael Costner nascido em 18 de Janeiro de 1955, formado em Marketing pela Universidade da Califórnia em 1978, depois de formado decidiu que queria ser ator começou a ter aulas de atuação, e durante todo inicio dos anos 80 fez pontas em filmes pequenos, até que em 1985 com 30 anos veio sua grande chance com o faroeste Silverado um grande sucesso.

Fama mundial



A Fama mundial veio em 1987 com o filme Os Intocáveis dirigido por Brian De Palma, e se tornou a 6º maior bilheteria do ano de 1987, no mesmo ano fez o ótimo Sem Saída um grande sucesso também, depois disso conseguiu administrar sua carreira com filmes decentes e de muita bilheteria, Vingança, Campo dos Sonhos, até que em 1990 Kevin Costner dirigiu seu primeiro filme, Dança Com Lobos.


Dança Com Lobos é o faroeste de maior bilheteria até hoje, rendeu mais de $ 424 milhões de dólares no mundo todo, e custou apenas $ 22 milhões, foi indicado a 12 Oscars e ganhou 7 incluindo melhor filme e diretor, em seu primeiro filme como diretor Kevin Costner não apenas foi indicado mas ganhou, colocando ele à frente de diretores consagrados como Steven Spielberg.


Kevin Costner virou queridinho dos estúdios, seu filme seguinte Robin Hood rendeu mais de $390 milhões e se tornou a segunda maior bilheteria de 1991, na sequência teve o sucesso JFK de Oliver Stone e O Guarda Costas a segunda maior bilheteria mundial de 1992, e pronto o ego do ator foi as alturas, se sentindo intocável.


Primeiro fracasso



Depois de uma sequência de sucessos absolutos, o ego lá em cima, todo mundo puxando seu saco, Kevin achou que era o “cara”, que tinha o toque de Midas, em 1994 ao custo de $ 63 milhões de dólares fez o faroeste Wyatt Earp dirigido pelo amigo Lawrence Kasdan, roteirista de Star Wars O Império Contra Ataca, o filme foi um dos maiores fracassos de 1994.

Mesmo assim Kevin Costner tinha crédito em Hollywood por seus filmes anteriores, e ele gastou tudo na produção seguinte, Waterworld O Segredo das Águas, o roteiro do filme que era chamado de Mad Max em cima da água, estava em uma produtora de filmes B, eles não fizeram o filme porque falavam, que um filme assim iria custar muito caro para um filme B, algo em torno de um milhão de dólares, Kevin gostou do roteiro e pegou $ 100 milhões de dólares com o estúdio Universal para rodar o filme até então o mais caro da história.

A queda de um astro



Steven Spielberg tinha dado um conselho para Kevin, que filmar na água era imprevisível e filmar Tubarão foi a pior experiência que ele teve, e olha que o filme não é todo em cima da água igual o dele, claro que o ego inflamado ignorou o conselho. 

Orçamento estouro e chegou a incríveis $ 175 milhões, se é alto hoje em dia imagina isso em 1995, o diretor Kevin Reynolds até então amigo, foi demitido, afinal Costner era o todo poderoso dono do filme e resolveu dirigir o resto, depois de muito atraso o filme foi lançado, criticas horríveis, bilheteria horrível, prejuízo a todos os envolvidos, o filme foi um fracasso nas bilheterias faturou $ 264 milhões, é pouco para um orçamento de $ 175.


No ano seguinte Kevin fez um filme menor à comédia romântica O Jogo da Paixão, mas em 1997 o ego voltou a atacar ele novamente, e pegou $ 80 milhões para dirigir um filme chamado O Mensageiro, sobre um carteiro que resolve voltar a entregar cartas em um mundo pós apocalíptico, é um filme de três horas de duração com um orçamento milionário, e praticamente não existe cenas de ação, $ 17 milhões nas bilheterias e Kevin Costner tinha selado seu caixão de vez.

Antes tudo que ele tocava virava ouro, porém a partir dali tudo que ele tocava virava carvão, fracassos como O Mistério da Libélula, 3000 Milhas Para o Inferno, Treze Dias Que Abalaram o Mundo, Por uma Boa Briga, Uma Carta de Amor, Anjos da Vida, de 1995 até o ano de 2015 seu único sucesso foi Pacto de Justiça um faroeste de baixo orçamento que ele mesmo dirigiu, e claro O Homem de Aço em que ele faz uma participação especial.


Uma menção especial é a minissérie Hatfields & McCoys de 2012, foi um enorme sucesso e Kevin recebeu vários elogios por sua atuação e ganhou o Globo de Ouro por sua atuação além de outros prêmios de melhor ator.

Sua escalada para o sucesso começou com Silverado em 1985 e chegou ao ápice em 1992 com o filme O Guarda Costas, 7 anos para chegar ao topo e levou apenas 2 para jogar tudo no lixo, entre Waterworld de 1995 e O Mensageiro de 1997.

Kevin Costner foi seu maior inimigo, deixou o ego tomar conta e não conseguiu manter a brilhante carreira que estava tendo, as vezes nem sempre temos razão de tudo e é sempre bom aceitar opinião e conselhos que agregam.

Alguns papéis que Kevin Costner recusou:

Kill Bill, ele iria ser o Bill, e antes disso ele já tinha recusado um filme de Quentin Tarantino, Pulp Ficton, papel que acabou com John Travolta.
Recusou também o papel principal em Força Aérea Um e Armageddon.
Talvez seu pior erro tenha sido recusar o papel de Alan Grant em Jurassic Park.








Share on Google Plus

About ulisses silva

    Blogger Comment
    Facebook Comment

8 comentários:

  1. Gosto muito do Water World, vejo muita gente falando mal do filme que foi fracasso, mas curto demais ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é o melhor filme do mundo, custou caro, mas ainda sim é um dos clássicos da minha infância.

      Excluir
  2. Carreira fracassada? Em bem que queria ter uma carreira fracassada como a dele!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele não tem carreira fracassada, pelo contrário é de muito sucesso, atualmente não tanto quanto antigamente, como dito na matéria.

      Excluir
  3. ele é um ator de muito carisma...

    ResponderExcluir
  4. Kevin Costner sempre foi maravilhoso, excelente ator, apenas um período da sua carreira não esteve tão bem, mas ele ainda é brilhante e um dos maiores galãs do cinema.

    ResponderExcluir
  5. Com o perdão da franqueza merd@ de texto (e de título). Ele não arruinou a carreira. Hollywood é sazonal. Aliás, sabe o significado de arruinar? Comparar o pico de produtividade de uma carreira com o decorrer dela demonstra um profundo desconhecimento do mercado cinematográfico e do recorte de aproveitamento da carreira de um ator. Texto pretensioso, falacioso e muito, mas muito mal escrito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem querer me meter talvez eu tb não entenda nada de cinema, mas um acara que torra mais de 175 milhões em um fracasso e depois outros 100 em mais um fiasco e depois disso não faz nada de sucesso, é arruinar, não acho que seja sazonal, Tom Cruise e Tom Hanks estão aí para provar o contrário.

      Excluir